terça-feira, 30 de dezembro de 2008

A horta.

Dias e mais dias enrolando sem saber exatamente por onde começar (ou reiniciar o blog), e depois de muito pensar de muitas fotos ver cheguei a conclusão de que nada melhor do que começar pela nova horta (ou mini horta).

Nada mais gostoso do que o cheiro de orégano fresco, do que o frescor do chá da hortelã recém colhida, do sabor suave e aroma acentuado do manjericão fresquinho... E é por isso que resolvi refazer a minha horta (que havia sido devastada pelo malvado homem da horta gigante – que ninguém mais é do que meu pai que roubou tudo e colocou em sua super horta, que apesar de ter maravilhosas ervas e verduras, fica num local da casa de difícil acesso –).













Nela eu tenho:

Manjericão - O manjericão, suas folhas verdes e aromáticas, usadas frescas ou secas como aromatizante ou como condimento. Experimente trocar o alho, que deflagra agressividade, pelo manjericão que traz suavidade.
Manjericão roxo - Na Itália, um ramalhete dessa erva, quando oferecido à alguém, simboliza bem-querença. Excelente para o preparo de molhos e em peixes.
Alecrim - De sabor fresco e doce, é recomendado no preparo de de carnes, em especial de porco e carneiro. Dá sabor especial a batatas e manteigas. Alguns raminhos jogado em brasa, deixam um aroma especial no churrasco.
Lavanda - Ótima para aromatizar compotas e fazer sorvete, entre outros.
Hortelã – Fica ótima em kibes, molhos, saladas, carnes. Uma deliciosa geléia que acompanha carne ou costeleta, carneiros assados muito bem. Alem do queridíssimo chazinho entre outras tantas coisas.
Orégano - De aroma fresco, da um toque especial a molhos saladas e pizzas. Acompanha bem peixes e carnes branca.

2 comentários:

Dinha disse...

Bela Horta Carla...

angela disse...

Carla,
adorei sua hortinha. grata pela passagem no meu espaço. bem vinda sempre, não conhecia seu blog, adorei! beijos e um especial 2009 para vc.